Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

Senhora partem tam tristes
meus olhos por vós, meu bem,
que nunca tam tristes vistes
outros nenhuns por ninguém.
 

Tam tristes, tam saudosos,
tam doentes da partida,
tam cansados, tam chorosos
da morte mais desejosos
cem mil vezes que da vida.
Partem tam tristes os tristes
tam fora d'esperar bem,
que nunca tam tristes vistes
outros nenhuns por ninguém.
 

 

 

João Roiz de Castel-Branco, Cancioneiro Geral, III, 134

 

  02_20_w.gif (6031 bytes)O saber não ocupa lugar

 

 

O Cancioneiro Geral, publicado por Garcia de Resende em 1516, é o repositório da maior parte da produção poética portuguesa que está entre o fim do período literário medieval e o início do período clássico. Estão representados mais de duzentos poetas, entre eles o próprio Garcia de Resende com as famosas Trovas à morte de Inês de Castro.

 

 

Queres saber mais? Clica aqui



publicado por leraprenderecrescer às 12:42
Quinta-feira, 19 de Fevereiro de 2009

Bem quente derretido,
Seu cheiro causa saliva.
A boca que transpira.
E ainda não esteve envolvido.

Misturo o branco com o amargo,
Vai misturando os dois chocolates.
Ai que isso me faz um estrago,
Esse desejo chega a ser um disparate.

Uma calda que ali borbulha,
Está o grosso e bem brilhante.
Só o cheiro é uma tortura,
Se deixar devoro tudo num instante.

Essa calda de puro chocolate,
É uma louca e gostosa tentação.
Essa fragrância tem até perfume,
Chocolate é pura sedução.

 

Paloma Duarte Stella

 

 

Bolo de Chocolate

 

200g de açucar

150g de manteiga

120g de farinha

1 tablete de chocolate de culinária

7 ovos

1 colher de chá de fermento em pó

 

Bater as gemas com o açucar até obter uma mistura esbranquiçada. Derreter em banho -maria o chocolate e a manteiga. Deixar arrefecer e adicionar ao preparado anterior. Acrescentar a farinha, as claras batidas em castelo e o fermento. Envolver suavemente até estar tudo bem misturado. Pode acrescentar 2 colheres de sopa de rum ou whisky e 1 colher de café de baunilha em pó e outra de café em pó, que ficará ainda mais saboroso.

Levar ao forno a 180ºC em forma untada. Deixar cozer. Para verificar se está cozido introduzir na massa um palito que deve sair limpo quando já estiver cozido.

Bom Apetite!!

 



publicado por leraprenderecrescer às 10:58
Quinta-feira, 05 de Fevereiro de 2009

A UM AUSENTE

Tenho razão de sentir saudade,
tenho razão de te acusar.
Houve um pacto implícito que rompeste
e sem te despedires foste embora.
Detonaste o pacto.
Detonaste a vida geral, a comum aquiescência
de viver e explorar os rumos de obscuridade
sem prazo sem consulta sem provocação
até o limite das folhas caídas na hora de cair.

Antecipaste a hora.
Teu ponteiro enlouqueceu, enlouquecendo nossas horas.
Que poderias ter feito de mais grave
do que o ato sem continuação, o ato em si,
o ato que não ousamos nem sabemos ousar
porque depois dele não há nada?

Tenho razão para sentir saudade de ti,
de nossa convivência em falas camaradas,
simples apertar de mãos, nem isso, voz
modulando sílabas conhecidas e banais
que eram sempre certeza e segurança.

Sim, tenho saudades.
Sim, acuso-te porque fizeste
o não previsto nas leis da amizade e da natureza
nem nos deixaste sequer o direito de indagar
porque o fizeste, porque te foste

 

Carlos Drummond de Andrade



publicado por leraprenderecrescer às 09:48
no Agrupamento de Escolas de Oleiros
mais sobre mim
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
25
27
28


links

Contador de acesso grátis